O golpista oferece um empréstimo ou produto mediante pagamento prévio numa rede social, site de anúncios ou plataforma e-commerce e negocia com a vítima, que faz o pagamento por meio do Pix,

 mas acaba não recebendo o prometido. Fique atento e #evitegolpes!
Ao fazer uma negociação on-line, pesquise sobre o ofertante em sites especializados e desconfie de promessas de grande retorno financeiro. No caso de empréstimo, verifique se a instituição que está oferecendo é autorizada pelo BC. E lembre-se: antes de confirmar um Pix, confira os dados do destinatário.
O Pix é novidade, mas os cuidados que você deve ter para não cair em golpes são os mesmos de sempre. Para mais dicas acesse bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/pix.