Empresas que recebem pagamentos recorrentes, como uma escola que cobra mensalidade, podem ter dificuldades em organizar seus recebíveis. Esse era o dia a dia da Professor Personal, escola de inglês em São Paulo que tem como grande diferencial permitir que alunos escolham dia, local e hora para ter aulas particulares com os professores associados.

“Quando criei a escola, os pagamentos dos alunos eram feitos através de transferência bancária ou dinheiro. Porém, conforme fomos crescendo, a quantidade de pagamentos foi aumentando e ficou confuso fazer esse controle, porque algumas vezes havia pagamentos com o mesmo valor, e o cliente não enviava o comprovante”, explica Renato Morais, fundador da escola.

Com 70 alunos, a Professor Personal emite sua solicitação de pagamento através da ferramenta de cobrança por e-mail da F2b. Os alunos têm duas opções: pagar por transferência online ou boleto bancário. Os pagamentos são identificados na plataforma, o que ajuda a área financeira a controlar os recebimentos.

Setor acadêmico segue o mesmo caminho

A solução de pagamento da F2b tem sido procurada por escolas de diversos segmentos. A principal vantagem para este mercado é a opção de agendamento. Quando um aluno se matricula em um curso, a escola cadastra uma cobrança automática que será enviada sempre no começo de cada mês, o que diminui as chances de esquecer de enviar a cobrança na data correta ou de não incluir um destinatário entre os e-mails da base de alunos.

Entre as opções de ferramentas oferecidas no mercado brasileiro, a F2b tem se destacado entre pequenas e médias empresas e profissionais liberais. “Após fazer uma pesquisa de preço com as maiores intermediadoras de pagamento do mercado (Pagseguro, Mercado Pago, Gerencianet, MOIP, Bcash), cheguei a conclusão que a F2b seria a mais barata para atender as necessidades da escola.” explica Renato Morais.
De acordo com Morais, a Professor Personal não para de crescer e têm novos projetos em vista “Queremos oferecer aos clientes pagamento por débito automático e cartão de crédito.”